Home CORTES NA BOCA

Cortes na boca: urgência médica e dental

E-mail PDF
Traumatismos precisam de acompanhamento de médicos e dentistas para bom tratamento

Cortes na boca, língua e gengiva podem acontecer em qualquer momento, durante a rotina do dia-a-dia, situações comuns, práticas esportivas ou acidentes envolvendo pancadas ou fortes choques. Entretanto, a melhor forma de não sofrer com isso é a prevenção quando a pessoa estiver em atividades consideradas de risco.

Esse tipo de traumatismo é o mais comum entre os outros possíveis: deslocamento dos elementos dentais, fraturas e problemas de mobilidade. Um estudo mostrou que cerca de 14% das crianças e adolescentes já sofreram com essas situações de urgência.
Mas o que fazer quando a boca, língua e gengiva sofrem cortes? A indicação médica para traumas que causem corte ou sangramento é a apertar o local com uma compressa de gaze durante 2 a 3 minutos para controlar o sangue.

Depois que o primeiro procedimento é feito, o paciente deve continuar pressionando o local e se dirigir a um médico para avaliar a gravidade do ferimento e quais tratamentos devem ser feitos.  Nesse tipo de emergência, o dentista é fundamental para ajudar no diagnóstico e observar se as estruturas dos dentes foram afetadas.

Palavras-chave: cortes, língua, boca, gengiva, dentes, traumatismo, acidentes, tratamento, emergência, dentista


 

Comentários   

 
0 #1 Rodrigo santos. 18-03-2013 19:26
Obrigado por compartilhar ésta enformação :lol: :lol: :lol:
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

AddThis Social Bookmark Button